Friday, August 14, 2009

Mudança que o binário trará




[Edição de abril de 2009)

Pelo projeto, trecho de rua entre a elevada

Dom Pedro I e apraça Santa Catarina deixará de existir
Na foto de cima, a avenida borges de Medeiros, que terá sentido único ao sul
vindo do Centro, ao fundo, afunilando ao lado da elevada.


Em fevereiro do ano passado, foi publicada notícia sobre a implantação de um binário formado pelas avenidas Praia de Belas e Borges de Medeiros, em função da ampliação do Praia de Belas Shopping Center. À época, os técnicos da EPTC entrevistados não tinham detalhes a apresentar sobre como seria o binário, se ele modificaria muita coisa no trânsito do bairro. Passados 14 meses, novo contato com a EPTC e já há, sim, detalhes que podem ser mostrados. Na Coor-denação de Projetos Viários Especiais da EPTC, as plantas já estão prontas. Mas, logo no início da conversa, é feita a ressalva. O que será mostrado não está 100% aprovado, tanto que não foi permitido fotografar as plantas viárias. As principais alterações físicas que virão, serão vistas na praça Rotary, em uma quadra da Barbedo e em uma quadra entre a praça Estado de Santa de Catarina e a elevada (“viaduto”) Dom Pedro I.

O projeto de alteração viária, seu custo, bem como toda a execução são pagos pela Iguatemi Empresa de Shopping Centers, a título de “medida compensatória” - termo empregado pelos políticos.

O redator se insurge contra tal política, que consiste em duplamente onerar o empreendedor, leia-se, o consumidor final. Já não bastam os altíssimos tributos, que não sustentam um Estado que não cabe no PIB (daí o déficit permanente). Há mais. Tem o empreendedor que pagar pelas alterações viárias, uma responsabilidade do poder público, outrora foi, com os impostos arrecadados.

Idéia básica do binário
Consiste em a Borges de Medeiros ter fluxo somente do Centro ao Sul, a partir da elevada dos A-çorianos, até seu final, quando encontra a elevada Dom Pedro I, onde as duas pistas da Borges se afunilarão em uma, o que exigirá obras físicas, na frente da praça Rotary, antes da elevada. A outra mão do binário estará na avenida Praia de Belas, tendo sentido somente ao Centro, em toda a sua extensão.


Com o binário, estima-se dar conta do aumento de fluxo de veículos nos cruzamentos - dobrar à esquerda é o Calcanhar de Aquiles do planejamento de tráfego.

O horizonte do projeto é o ano de 2016, para o aumento constante do fluxo de veículos no local.

Semáforo na Bastian com a Múcio Teixeira, enfim
Segundo os urbanistas da Coordenação de Projetos Especiais na Diretoria de Trânsito da EPTC, não haverá alterações de mãos no Menino Deus com o advento do binário. A única rua que terá alteração de sentido será a Pery Machado, entre Praia de Belas e Borges, ao inverso do atual. A princípio. O que implicará em os ônibus de T2 e T5 virem pela Praia de Belas. A boa notícia, com o binário, é a, enfim, implantação de um semáforo no perigoso cruzamento de Bastian com Múcio Teixeira.

Ao ser implantado o semáforo, as conversões à esquerda serão proibidas para quem trafegará na Bastian (como na Ganzo, hoje).

Para que ele, até que um dia, venha, tudo depende da pressa da Iguatemi, proprietária do Praia de Belas shopping, em tocar o projeto de expansão, atrasado, já em um ano, afinal, no final de 2007, anunciaram, para abril de 2009, os primeiros andares do prédio garagem na Praia de Belas com Marcílio Dias. Meses atrás a empresa emitiu comunicado, atribuindo o atraso à demora na obtenção de licenças junto à prefeitura.



Mais travessias seguras
Uma das principais características dos gaúchos ao volante, em Porto Alegre, é o supremo desprezo pela vida alheia, constatável na maneira como a desconsideração com o pedestre predomina, nas relações de poder entre condutores e caminhadores. Um abuso. Falta estabelecer o percentual dos de maus modos. Sem falar que o poder público não zela pela segurança como deveria, oferecendo poucas travessias seguras, em especial em torno do Praia de Belas Shopping Center.


Mas, agora que a proprietária do shopping irá pagar à força, de novo, para poder empreender, bancando o binário, haverá, sim, mais travessias seguras para pedestres.


Duas delas virão no cruzamento da Praia de Belas com Ipiranga, na frente do TRT e na Borges com Ipiranga, antes do Riacho, para quem vem do Centro.

Na frente do prédio da Smov, na Borges, a travessia segura contará com botão para acionar o vermelho. Hoje, há só a faixa de (in) segurança, pouco respeitada.

Mais uma travessia segura será implantada, no encontro da Borges de Medeiros com a Aureliano de Figueiredo Pinto.


Outra travessia segura existirá junto à elevada Dom Pedro I, na Borges, para quem pega ônibus ao sul e hoje atravessa na sorte a Borges, arriscando-se todo dia.

Para tanto, a parada irá recuar um pouco, uns 50 metros ao norte, do ponto atual. A travessia será segura com semáforo automático, e não aqueles de botoneira.

Praças terão traçado alterado
A mudança que mais chama a atenção, com a implantação do binário Praia de Belas - Borges de Medeiros, consiste em alterar o traçado das praças Rotary e Santa Catarina (uma ao lado da outra, no sentido norte-sul, entre Praia de Belas e Borges).


A Rotary receberá duas alças, duas pistas para auto, para quem vem do sul e passa sobre a elevada Dom Pedro I rumo ao Centro. Uma delas, óbvio, para poder continuar seguindo em frente rumo ao Centro (sentido que a Praia de Belas terá no futuro binário). A outra, para fazer o retorno de volta ao sul, bem em frente da Barbedo. As conseqüências para as praças foram “negociadas” com a Smam - outro dos órgãos a retirar ainda mais dinheiro do empreendedor.
Aquele trecho de rua entre a praça Santa Catarina e o viaduto deixará de existir. Logo, a praça será ampliada. Também deixará de existir a última quadra da Barbe-do, entre Praia e Borges. Assim, as praças Rotary e SC poderão ficar unidas; mas com dois nomes.

Assimilar fluxo de mais carros
O objetivo do binário Borges de Medeiros - Praia de Belas (esta vai ao centro, a Borges vem) é dar conta do aumento na quantidade de veículos que irão circular em função da ampliação do Praia de Belas Shopping Center. Mas há outros empreendimentos próximos que também trarão, prevê-se, uma maior circulação de veículos.


As estimativas feitas com a ampliação do Praia de Belas levam em conta o fluxo nos cruzamentos, pontos críticos para a engenharia de tráfego (o ideal seria sem eles, como na fascista Brasília?).

O cruzamento Borges de Medeiros com Ipiranga tem um fluxo diário de 9.366 veículos, em todos sentidos. Estima-se um aumento para 10.374 dentro da categoria “verde”, na qual os técnicos consideram uma utilização de até 82% da capacidade da via. O horizonte dos números é o ano de 2016.


Já o cruzamento Praia de Belas com Ipiranga passa dos 6.633 atuais, para 8.559 (em 82%). Múcio com Bastian tem fluxo de 1.331 hoje e irá a 1.739 com binário.

Graduação de Soluções - Para os urbanistas, há uma graduação de soluções, quando é necessário dar conta de aumento no fluxo de veículos. O crucial é reduzir os pontos de cruzamento, o que estanca o fluxo. Primeiro, sinaliza-se; depois, implanta-se rotatória; a seguir, semáforo; segue o binário e, se ele não soluciona, resta construir elevadas; cujo impacto, porém é muito grande sobre o entorno. E custam muito caro.


O crucial para a engenharia de tráfego é a conversão à esquerda, que exige terceiro tempo de semáforo, mas estoca muitos veículos.

Labels: , , , ,

1 Comments:

Blogger Unknown said...

Tu tens ideia, como vai ficar a área ao redor do Antigo estadio Eucaliptos, a onde estão fazendo um enorme condomínio com 7 torres..

Obrigado
Rafael Teles

2:56 PM  

Post a Comment

<< Home