Saturday, April 07, 2007

Veneno na Câmara - Março de 2007

As críticas de um veterano
João Dib (PP) lembrou que, há 36 anos, em 23/03/1971, deixou o cargo de assessor-engenheiro da prefeitura para assumir sua cadeira de vereador. Nesse meio tempo, voltou outras vezes a atuar no Executivo e chegou a ser prefeito, retornando à Câmara, definitivamente, há 18 anos. Dib recordou, que, há 36 anos, a Capital contava com 21 vereadores, mas nenhum projeto passava de um ano para outro sem ser votado. "Hoje, há 36 vereadores e 137 projetos à espera de votação e 54 deles são de 2004", lamentou. Conforme o veterano vereador, há morosidade no ritmo de votação. "Espero que haja mais entusiasmo para votar, porque o que acontece aqui é uma falta de consideração com o povo." Prezado vereador veterano, como muitos projetos são liberticidas, que fiquem parados!! - pede este humilde redator. Afinal, desrespeito com o povo é, justamente, votá-los.

A estatólatra perdeu a noção
Vereadora socialista, no tal dia da água, 22, lembrou que 20% da população mundial não têm acesso à potável e 40% não têm esgoto. Estatistas como ela tomam a si a tarefa e não cumprem com a lei. Quem vai preso? O povo?!

Cobrança da água
Vereadora socialista trabalhista quer que Dmae cobre como tarifa e não como taxa, pela água e esgoto, pagando-se, assim, somente pelo consumo e não, como hoje, mesmo sem consumir. Recebeu influência capitalista?

IPTU perverso
Vereador pula-de-galho-em- galho quer isenção de IPTU para aposentado e pensionista que perceba até três mínimos. O que ele não discute é a perversão do imposto sobre a propriedade. Afinal, paga-lhe salário. Quer os votos dos beneficiados. É a ‘política’.

Violência cresce
Vereador do extrato socialista trabalhista afirmou que a violência toma rumo complicado no país. Apontou para a falta de autoridade na família. Esquece que partidos como o dele, ao longo do século XX, destruiram-na, estatizaram-na. E, como o estado é a maior máquina violenta da história da humanidade ...

Mais subsídio
Vereadora socialista trabalhista propõe 50% de desconto no IPTU para quem tiver ponto de ônibus na frente de seu imóvel. Deve apaniguar algum amigo. Do perverso IPTU não se fala.

Quem paga o grátis?
Mais uma da socialista trabalhista. Propõe casas gratuitas a servidores da guarda municipal, polícia civil e pms, que prestem serviços ao município. Vai dar presente com o dinheiro dos outros. Fácil. Quem vai preso??

Cassadores de alvará
Vereador socialista trabalhista quer 30 minutos de isenção em estacionamento de centros comerciais com mais de 30 lojas. Se nãocumprir, cassa-se o alvará. Os edis estão assim há tempos, matando a galinha que lhes dá ovos. Qualquer descumprimento, cassa-se alvará. Vitória do na ...

Ainda, a Baltazar
As obras na avenida, tocadas pelo governo do Estado, são o baita azar de quem vive e trabalha lá. Provam a incompetência da política como administradora.

Não se enxerga
Vereador do socialismo neotrabalhista lamenta atraso na folha dos estatais estaduais. O partido dele é dos que, no poder, brincou de administrar. Coube a uma mulher abraçar a decorrada final.

Bem lembrado
Vereador acusou de "oportunistas" os criminosos que, nos anos 60-70, queriam ditadura socialista. Hoje, ganham indenizações que não pagam IRPF. No final, venceram. Perderam a batalha, fazendo poupança, paga com a fome do povo todo.
Quem vai para a cadeia?

Intromissão total
Vereadora socialista comunista elogiou lei que autoriza prefeito a se intrometer na dieta oferecida pelas cantinas das escolas. É o fim da mínima liberdade, na cidade assassina da humanidade, uma infeliz unanimidade.

Abuso autorizado
Fiscal do executivo chega em posto de gasolina e frentista diz que pessoas bebem cerveja ali. Mas não estavam bebendo. Ainda assim, o abusado quis autuar o estabelecimento. Sadismo de fiscal, vitaminado pelo sadismo de um plenário liberticida, interventor, desumanizante. É o fim.

Labels:

1 Comments:

Blogger João Antonio said...

Meu grande amigo Bertrand, continuas com a língua mais afiada de Porto Alegre. Um abraço

11:15 AM  

Post a Comment

<< Home